Confira entrevista exclusiva com Enfermeiro Hélder Filipe, falando sobre a diabetes no Portal JFnews.

Matéria publicada em: 19/01/2019 às 10:50

 

 

Vamos falar de saúde 

Portal JFnews em parceira com a Escola Comradio do Brasil, estão realizando um campanha para conscientizar as pessoas sobre a doença diabetes. Nossa reportagem procurou na última quarta-feira 16 de janeiro de 2019, o Enfermeiro Hélder Filipe para conversar e conhecer melhor a doença Diabetes, doença essa, que preocupa todo mundo. Na entrevista o Enfermeiro relatou os sintomas, qual as diferencia entre tipos de diabetes, o tratamento e como evitar a doença.

 

Confira a entrevista na íntegra

Repórter: Quais os sintomas comuns?

Hélder Filipe: um dos sintomas clássicos é sede excessiva, aumento na frequência urinaria, fome excessiva, a pessoa tem certo emagrecimento. Em algumas situações criam-se uns formigamentos dos membros inferiores, isso é muito comum em acontecer em um primeiro momento não é realizado um tratamento eficaz.

Por conta da fraqueza, do emagrecimento, por conta dessa mudança no quadro de saúde do paciente por essa deficiência mesmo de vitalidade fisiológica é natural que o paciente apresente uma dificuldade de concentração e sonolência, por conta também dessa astenia que é esse quadro de fraqueza, que vem acompanhado desse emagrecimento e outros sintomas que acabamos de falar.

Repórter: Com relação à diabetes, existem vários tipos. Qual a diferença?

Hélder Filipe: Porém existem outros tipos de diabetes, por exemplo, diabetes gestacionais vão colocar aí esses três tipos para que fique mais bem esclarecido.

O tipo 01: é uma doença que nós chamamos também de diabetes insulino dependente onde o paciente tenha além dos cuidados que ele faça uso da espécie próprio hormônio insulina, através da insulina NPH ou regular que é a insulina aplicada através de seringas e agulhas naturalmente tem que ser infundido no organismo através desse método injetável.

Isso se dá porque existe uma alteração no sistema imunológico e o pâncreas que é responsável pela produção da insulina deixa de produzir esse hormônio, produz pouquíssimo ou nenhum quantidade necessária para levar essas moléculas de glicogênio até a célula para causar alergia, porque essa é a função da insulina é  captar as moléculas de glicogênio para levar até a célula e assim transformar essas moléculas em energia

 Tipo do diabetes tipo 02 : ele produz uma quantidade também reduzida de insulina, porém o que acontece no tipo 02 é uma resistência desse hormônio aos efeitos desse hormônio no organismo e com isso a entrada de açúcar na célula ou não produz essa quantidade insuficiente de insulina ou por conta da quantidade de insulina não leva essa quantidade necessária para produzir energia ou existe uma resistência do organismo a função da insulina no próprio organismo, ou seja, ele deixa de ter essa função de captação de molécula de glicose ou glicogênio como desejar.

Então isso se dar principalmente em pessoas de idade mais avançada. O tipo 01 é mais comum em jovens de primeira, idade segunda idade, até jovens adultos ou crianças e a tipo 02 que no caso o tratamento é oral através das medicações orais a qual corre acomete principalmente pessoas adultas ou idosas.

O diabetes gestacional: é quando esses níveis de açúcar no sangue, eles aumentam de maneira significativa e a paciente acompanhada e orientada a fazer todos os cuidados a respeito da dieta e dos hábitos de maneira saudáveis para que esse nível de açúcar não possa aumentar acima dos valores normais.

Do mesmo jeito temos esse diabetes tipo 01 diabetes tipo 02 e diabetes gestacional têm os pré-diabéticos, é um termo muito utilizado hoje pré-diabetes com paciente que tem glicemia em jejum igual ou maior que 110, porém está menor do que 126, mas consideramos esse paciente com pré-diabético.  Esse paciente claro vai ter que seguir todas as normas e dieta cuidada naturalmente e principalmente melhorar o hábito de vida a respeito de alguma atividade ele possa estar fazendo, mas principalmente ao hábito alimentar.

Repórter: O tratamento é caro?

Hélder Filipe: O tratamento é todo dispensado pelo Ministério da Saúde, através da atenção única e também dentro da necessidade, atenção de média e alta complexidade também tem todas as condições de fazer um controle de um paciente, por exemplo, que é internado e que é portador de diabetes, então ele naturalmente tem toda condição de fazer o controle dessa doença em ambiente hospitalar.

Não é caro porque, as políticas de saúde pública elas atendem essa necessidade até porque nós temos a condicionalidade de assistência básica, um programa chamado hiperdia que é o atendimento do hipertenso diabético, e neste programa é distribuído para os pacientes todas as medicações necessárias para o controle do diabetes

Repórter: É possível evitar a diabetes?

Hélder Filipe: Sim, claro que isso não descarta também o caso de pessoas que têm herança genética desenvolverem mesmo com alguns cuidados. O Diabetes no futuro acerto para pessoas que, por exemplo, tem alguma disfunção algum problema de ordem fisiológica no pâncreas, há pessoas que sofrem acidentes, por exemplo, que perdem o órgão então são pessoas que naturalmente vão necessitar fazer o uso de medicamentos principalmente de insulina por conta de outras questões é claro, mas é possível evitar com essas situações.

Com hábitos alimentares dentro dos padrões, evitando a obesidade, isso é uma questão muito importante, melhorando o sono gente sabe que todo organismo toda parte fisiológica e resposta imunológica, e de maneira geral o órgão funciona quando você está bem, quando seu corpo está bem descansado, quando você tem um sono reparador diminuir os dias de estresse naturalmente para se produzir enzimas dificulta a produção desses hormônios essenciais.

Lembrar quem suína é um hormônio e naturalmente o estresse ele altera todo esse sistema de produção hormona, enfim, práticas de atividades sendo acompanhadas e liberadas pelos médicos e acompanhadas pelos pelo profissional é claro sempre importante ter uma boa prática de atividade física. Mas é basicamente isso, viver bem se alimentar bem, tentar ter a melhor condição de vida você já vai está evitando esse problema.

 

Comentar no Facebook