Padre Gilberto Felipe comemora seu Jubileu de Prata de Ordenação Sacerdotal

Matéria publicada em: 14/05/2019 às 22:50

Padre Gilberto Felipe da Silva  e a Missa em Ação de Graças de seus 25 anos de Ordenação Sacerdotal, o seu Jubileu de Prata.Nesta última segunda feira, Padre Gilberto Felipe ao completar seus 25 anos de Ordenação Sacerdotal fez uma comemoração à altura de um grande Padre. Uma missa foi celebrada na Igreja de Nossa Senhora do Rosário no bairro Cidade Nova. A missa teve a presença do Bispo Dom Francisco de Assis e ainda cerca de 20 sacerdotes presentes, uma grande comemoração, pois ainda era dia de Nossa Senhora de Fátima. Antes de começar a missa a Irmã Francisca, uma das freiras irmã do Padre Gilberto recebia os convidados e autografava suas obras: “É possível ser consagrada hoje”, e a outro, “Minha vida é missão na igreja e pelo mundo”….para os interessados em conhecer um pouco da história de vida da freira. Familiares e amigos foram bem recebidos pela simpática e atenciosa freira, que embora alguns conheçam a própria freira, mas nas entrelinhas é que está relatado toda uma saga de vida.  Os casais Paroquiano da Igreja de Nossa Senhora do Rosário receberam a Imagem de Nossa Senhora Aparecida das mãos dos casais Paroquianos da Igreja de Nossa Senhora do Livramento. A imagem da Santa está em peregrinação pelo Brasil e nestes dias chegou à cidade de José de Freitas vinda de cidade de Cabeceiras e com destino às demais cidades circunvizinhas. A missa teve como comentarista o Professor Lourenço Junior, que logo no inicio leu uma  biografia do Padre Gilberto, que ao adentrar na Igreja veio acompanhado do Bispo Dom Francisco de Assis e, os Padres Gilcimar, Adão, Antônio Primo, Marcos, Duarte, Alcindo, Alves, Lizardo,Benedito,Valdeci, Diácono Francisco José,Monsenhor Paulo Matheus…entre outros sacerdotes, ministros da igreja e coroinhas. A missa foi presidida  pelo Bispo Dom Francisco de Assis, até o momento dos ritos sacramentais , onde o Bispo passou para que Padre Gilberto presidisse  o complemento da missa.Recebendo de seus pais, Sr. Francisco Felipe Sobrinho e Sra. Maria Anita da Silva os  paramentos sacerdotais, para   continuar a celebração. A primeira leitura proclamada pela Irmã Zenaide e a proclamação do Evangelho foi proclamada pelo Diácono Francisco José.  Padre Gilberto em sua homilia falou um pouco de sua trajetória de vida e expressou a vontade de evangelizar em lugares mais longínquos e carentes como, a Amazônia ou até mesmo na Africa. Falou que em momentos de angustia o que lhe elevava a alma e o espirito, fases do cântico magnificat- “O Senhor fez em mim maravilha, Santo é o seu nome. A minha alma engrandece o Senhor, exulta meu espirito em Deus meu Salvador.”A missa teve como animação a junção dos corais Aliança e Discípulos, que entoaram cânticos até em latim. Os familiares compareceram em massa e organizaram para que tudo saísse a contento como saiu realmente. Após a missa foi servido um jantar para cerca de 500 pessoas com música ao vivo, estilo MPB. Padre Gilberto Felipe recebeu homenagens por parte da família e por parte dos grupos da Igreja.

Biografia de Padre Gilberto Felipe da Silva

Padre Gilberto Felipe nasceu dia 23 de novembro de 1968, foi batizado no dia 24 de novembro na festa de Cristo Rei às 16:00 horas de um domingo. Filho de Francisco Felipe Sobrinho e Maria Anita da Silva, desde os seis anos de idade começou a sentir ou a pensar em ser padre, sem saber o que significava isso.Neste mesmo tempo suas irmãs Ana Rosa e Francisca, disseram que iam se consagrar totalmente a Deus, mesmo sem saber direito o que seria isso mesmo. Fez a Primeira Eucaristia com 12 anos de idade no dia 14 de Dezembro de 1980 juntamente com a irmã Francisca, depois de uma catequese intensiva na igreja de São Francisco que durou de três meses com a catequista irmã Nair auxiliada por outros irmãos da congregação irmãs de São José. Com 13 anos entrou no grupo de coroinhas da Paróquia e participou em janeiro de 1981 do primeiro encontro vocacional em Campo Maior a convite do Monsenhor Deusdethe Craveiro de Melo. Com 15 anos recebeu o Sacramento da Crisma pelas mãos de Dom Abel Alonso Nunes, quando concluiu o primeiro ano do segundo grau escolar. Com 16 anos, no dia 22 de fevereiro de 1985 entrou no seminário menor São José em Teresina, cujo reitor era o Padre João Moura. Ano em que também entrou no segundo ano do curso de contabilidade na Escola Técnica Federal do Piauí. Em 1986 foi para o seminário menor em Campo Maior, tendo como reitor o Padre Kleber. Neste ano concluiu os estudos do curso de contabilidade no Colégio Santa Úrsula. Em 1987 a 1989 fez o curso de Filosofia no seminário maior Sagrado Coração de Jesus em Teresina. De 1990 a 1993 fez o curso de teologia no mesmo seminário. Em 1991 recebeu os ritos de admissão e se tornou o candidato oficial ao diaconato e ao presbiterato, no dia da festa do Sagrado Coração de Jesus. No dia 10 de julho de 1993 na Catedral de Santo Antônio foi ordenado diácono mesmo ainda estudando o quarto ano de teologia junto com outro então seminarista Juarez Souza. Exerceu seu ministério como diácono fora do seminário de Janeiro a março de 1994 na Paróquia de São José na cidade de Altos. No dia 13 de Maio de 1994 numa sexta-feira foi ordenado Presbítero pelas mãos de Dom Abel Alonso Nunes na então Capela de Nossa Senhora do Rosário, que tinha acabado de ser construída, sendo que a benção da Capela  foi feita no mesmo dia da ordenação. Depois de ordenado passou seis meses na então Capela de Nossa Senhora do Rosário preparando todo para que a nova Paróquia ficasse pronta para acolher um Pároco. No dia 8 de janeiro de 1995 foi empossado na Paróquia de Nossa Senhora do Monte Serrat em Buriti dos Montes, onde permaneceu por um ano e um mês. No dia 5 de Março de 1996 assumiu a Paróquia de Nossa Senhora da Assunção em Assunção do Piauí por um período de um ano. Em outubro de 1998 assumiu a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição em Porto e atendendo a cidade de Campo Largo, onde ficou 4 anos e contou com ajuda fundamental das irmãs missionárias do Imaculado Coração de Maria. Em dezembro de 2002 ficou com problema nas cordas vocais quando teve que repousar na casa dos pais e após 8 meses teve que submeter a  uma cirurgia em São Paulo. Ao se recuperar recebeu proposta de trabalhar no seminário onde pouparia as cordas vocais. Em janeiro de 2003 chegou ao seminário maior Sagrado Coração de Jesus como Ecônomo administrador e também formador, permanecendo por 4 anos. Em novembro de 2006 foi enviado à Piacenza na Itália para trabalhar como Vigário na Paróquia de São Francisco e, assim, conseguiu meios para pagar os estudos. Depois foi a Roma fazer o mestrado em Teologia espiritual e formação de formadores. Em junho de  2009 retornou ao Brasil como diretor Espiritual do Seminário de Filosofia Dom Edilberto Dinkelborg, Professor de Teologia Espiritual, Sacramento e Teologia da Graça no ICESPI, em Teresina. Em 2015  retornou seus trabalhos pastorais na Paróquia de Nossa Senhora dos Humildes em Alto Longá, onde foi empossado como Pároco no dia 8 de janeiro de 2016, permanecendo até hoje.

Comentar no Facebook